politica

Dossiê aponta mais de 60 mortes de defensores dos direitos humanos em 2017

noticia | 02/10/2017 | Inês Ulhôa

No Brasil se mata (e muito) quem luta por direitos. Indígenas, trabalhadores rurais e urbanos, quilombolas, pescadores, militantes dos movimentos das favelas e LGBTIs são as principais vítimas. Dossiê divulgado pelo Comitê Brasileiro de Defensoras e Defensores de Direitos Humanos (CBDDH) aponta as violências sofridas por esses grupos e narra casos de assassinatos de suas lideranças.

Algumas regiões foram mapeadas como palco de situações de conflito e ameaças constantes na luta pela terra, a exemplo da Região Norte, onde a situação é “alarmante”, com constantes tentativas de expulsão por parte de pistoleiros dos acampamentos do MST. Muitas ameaças foram denunciadas antes que resultassem em mortes, mas as autoridades públicas nada fizeram para evitar, deixando livres os pistoleiros, para agirem novamente a mando dos empresários e donos do agronegócio.

O CBDDH indica que “o descaso do poder público intensifica essa situação de violência”, sobretudo neste “cenário de golpe de Estado, com a retirada de direitos, criminalização, esvaziamento político e financeiro de órgãos como Incra e Funai”. Nas cidades, as principais vítimas são as lideranças de movimentos que lutam por moradia, por direitos da população LGBT, da juventude negra, das profissionais do sexo, das lideranças comunitárias de favelas e periferias.

 

O documento “Vidas em Luta: Criminalização e violência contra defensoras e defensores de direitos humanos no Brasil” foi elaborado em Brasília, durante o Seminário Nacional sobre Proteção a Defensores e Defensoras de Direitos Humanos, de 13 a 15 de setembro.

 

Mais Sobre politica
  • politica
    Igreja sem partido, Igreja com princípios

    Tenho muito orgulho da Igreja Católica. Com ela guardo vínculos inquebrantáveis. Ela orienta a minha fé e os fundamentos do meu comportamento cristão. Longe de qualquer fundamentalismo. Fui integrante da JEC e da J...

    Igreja sem partido, Igreja com princípios
    Saiba Mais
  • politica
    O Dia Seguinte

    “Não se pode olhar para a política pelo velho espectro da esquerda e direita”, (Marine Le Pen, Paris, 19 de março 2018)   Como será o Brasil de 2019?   Será que os eleitores de ambos candid...

    O Dia Seguinte
    Saiba Mais
  • politica
    TSE não julga Bolsonaro por denúncia da Folha, mas Moro prendeu Lula com fake news da Globo

    A milionária fraude de manipulação gigantesca do whatsapp, financiada por empresários corruptos com dinheiro de caixa 2, é considerado grave crime eleitoral por 12 de cada 10 juristas eleitorais – mas s&o...

    TSE não julga Bolsonaro por denúncia da Folha, mas Moro prendeu Lula com fake news da Globo
    Saiba Mais
  • politica
    Idec pede investigação sobre campanha eleitoral pelo WhatsApp

    Instituto solicitou abertura de inquérito civil no caso de utilização indevida de dados por empresas durante a campanha eleitoral O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) encaminhou representação &agra...

    Idec pede investigação sobre campanha eleitoral pelo WhatsApp
    Saiba Mais