economia

Economia desaba e trabalhador vai à greve geral de novo

23/00/2017

Indicadores econômicos apontam queda do PIB (Produto Interno Bruto) para zero neste ano. A inflação, por isso, cai também a zero agora em junho. O desemprego se amplia e o salário desaba. Os consumidores perdem capacidade de gastar. Sem dinheiro, não suportam o crediário, na casa dos 400% no cartão de crédito.

 

A arrecadação de impostos cai, acompanhando o movimento geral de redução do nível de atividades econômicas. Os estoques aumentam e sinalizam deflação. O nível geral de ocupação da indústria está na casa dos 80%, o mais baixo da história, podendo recuar para 70%, até final do ano. Isso significa mais desemprego, mais arrocho salarial.

 

Impostos em queda por conta da redução do consumo pioram a vida dos estados e municípios, que dependem das transferências de recursos do governo federal por meio dos fundos constitucionais. Tudo piora, ainda mais diante do congelamento de gastos públicos.

 

Diante das dificuldades crescentes, os empresários pedem refinanciamento dos impostos. Não podem pagar suas contas diante do recuo das vendas que sinalizam inadimplência dos negócios. Ou seja, o arrocho fiscal, em vez de combater o déficit público, aumenta o próprio déficit.

 

Com a produção em queda, caem receita, emprego, renda, arrecadação e investimentos – que deverão ficar abaixo de 10% do PIB ainda este ano.

 

Resultado: cresce, como tudo, a instabilidade política que desmoraliza ainda mais o governo golpista de Temer, cuja força, no Congresso, vai desaparecendo. Perdeu força para impor o seu projeto de destruir a previdência e as conquistas trabalhistas.

 

Mas os trabalhadores continuam atentos para evitar o mal pior. Por isso intensificam a defesa de nova greve geral no dia 30 de junho e a derrubada urgente do governo ilegítimo, com reivindicação das eleições diretas, primeiro, e nova assembleia constituinte, para democratizar o poder político dominado pela elite golpista.

 

Mais Sobre Internacional
Edição 33 - 02/06/2017
Anúncio
Edições Impressas
Edição 33 - 02/06/2017
Edição 34 - 23/06/2017
Edição 35 - 07/07/2017
Edição 36 - 21/07/2017
Edição 37 - 04/08/2017
Edição 1 - 18/12/2015
Edição 0 - 4/12/2015