politica

CNI apoiou congelar gastos públicos e agora quer investimento em saneamento

noticia | 23/06/2018 | Da Redação

O investimento insuficiente continua sendo o maior vilão para a ampliação da cobertura por redes de esgoto no Brasil. Nos últimos oito anos, a média de recursos aportados no setor foi de R$ 13,6 bilhões, e agora, com a aprovação no Congresso do congelamento por 20 anos nos investimentos públicos, a situação do saneamento também vai continuar sem os recursos suficientes para melhorar, assim como educação, saúde e programas sociais.

Para alcançar a universalização em 2033, conforme estabelece o Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab), seria necessário ampliar em 62% o volume de investimentos para um patamar de R$ 21,6 bilhões anuais. É o que mostra o estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) Saneamento Básico: uma agenda regulatória e institucional, que integra uma série de 43 trabalhos sobre temas estratégicos que a CNI entregará aos candidatos à Presidência da República.

Mas a CNI omitiu um do importante nesse estudo. É que ela própria, junto com a Fiesp, apoiou o golpe que arrancou Dilma Rousseff da presidência da República sem que ela tivesse cometido crime algum. E os golpistas foram muito rápidos para congelar os investimentos públicos. Ou seja: agora a CNI vem mostrar um problema nacional que ela mesma ajudou a aprofundar, mas não cita que participou desse golpe contra o povo mais pobre.

Mais Sobre politica
  • politica
    Igreja sem partido, Igreja com princípios

    Tenho muito orgulho da Igreja Católica. Com ela guardo vínculos inquebrantáveis. Ela orienta a minha fé e os fundamentos do meu comportamento cristão. Longe de qualquer fundamentalismo. Fui integrante da JEC e da J...

    Igreja sem partido, Igreja com princípios
    Saiba Mais
  • politica
    O Dia Seguinte

    “Não se pode olhar para a política pelo velho espectro da esquerda e direita”, (Marine Le Pen, Paris, 19 de março 2018)   Como será o Brasil de 2019?   Será que os eleitores de ambos candid...

    O Dia Seguinte
    Saiba Mais
  • politica
    TSE não julga Bolsonaro por denúncia da Folha, mas Moro prendeu Lula com fake news da Globo

    A milionária fraude de manipulação gigantesca do whatsapp, financiada por empresários corruptos com dinheiro de caixa 2, é considerado grave crime eleitoral por 12 de cada 10 juristas eleitorais – mas s&o...

    TSE não julga Bolsonaro por denúncia da Folha, mas Moro prendeu Lula com fake news da Globo
    Saiba Mais
  • politica
    Idec pede investigação sobre campanha eleitoral pelo WhatsApp

    Instituto solicitou abertura de inquérito civil no caso de utilização indevida de dados por empresas durante a campanha eleitoral O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) encaminhou representação &agra...

    Idec pede investigação sobre campanha eleitoral pelo WhatsApp
    Saiba Mais