economia

Quase parando, indústria da construção continua desempregando

noticia | 25/05/2018 | Da Redação

Nem os empresários conseguem mais esconder o caos em que eles ajudaram o colocar o Brasil ao terem apoiado o golpe que derrubou a presidente Dilma Rousseff. No caso da indústria da construção a situação não é diferente. O nível de atividade e o emprego no setor continuam em queda livre.

O indicador de nível de atividade caiu para 46,9 pontos e o de número de empregados recuou para 44,6 pontos em abril. As informações são da Sondagem Indústria da Construção, divulgada nesta sexta-feira, 25 de maio, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos. Quando estão abaixo de 50 mostram recuo da atividade e do emprego. 

A pesquisa mostra ainda que, no mês passado, o setor operou com 40% das máquinas, dos equipamentos e do pessoal parados. Além disso, a disposição dos empresários para investir também diminuiu. O índice de intenção de investimentos recuou 1,9 ponto em relação a abril e ficou em 33,3 pontos em maio.

Esta edição da Sondagem Indústria da Construção ouviu 541 empresas do setor entre os dias 1º e 14 de maio. 

Mais Sobre economia