politica

A mesma justiça que prende Lula sem provas protege Alckmin

noticia | 13/04/2018 | Da Redação

Geraldo Alckmin (PSDB), ex-governador de São Paulo, renunciou ao cargo para disputar a presidência da República. Alckmin foi acusado de receber 10 milhões de reais de propina em malas de dinheiro. No entanto, o STJ – Superior Tribunal de Justiça (sic) – resolveu remeter a investigação para a Justiça Eleitoral de São Paulo, que certamente esquecerá a questão numa gaveta qualquer. 

 

Enquanto isso, Lula está preso em Curitiba sem ter cometido um único crime, condenado por um processo político sem prova alguma. É assim que os golpistas pretendem ganhar a presidência: por WO, prendendo o adversário e driblando a justiça para registrar seu candidato.

Mais Sobre politica